Translate

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Sinto-me triste...

4 comentários:

Tia Verinha disse...

"Sorria mesmo que seu sorriso seja triste pois mais vale um sorriso triste do que a tristeza de quem não sabe sorrir"
Beijinhos e que milsorrisoscoloridos tragam alegria para si.

Fada Sininho disse...

Olá Caroline, não fiques triste e continua a acreditar que vais conseguir alcançar o teu sonho. Neste momento tb não trabalho como Educadora(por opção),sou professora de expressão dramática, pois é uma forma de me contar tempo de serviço para depois poder concorrer ao ensino público. O que te posso dizer e afirmar é que NADA ACONTECE POR ACASO. Agora poderás não compreender o porquê, mas acredita que mais tarde vais perceber. Muita sorte e muita fé é o que te desejo do fundo do coração.
Bjs
Diana Maciel

Luna disse...

é muito difícil dizer as palavras certas que entrem nestes momentos em que nos sentimos assim. Até porque do outro lado quereos ouvir tudo menos os 'lugares-communs' tipo: tens que ter esperança, é uma fase, alguma coisa melhor te espera... etc etc etc... porque parece que nada acontece, e esperança se esvai...
Mas o mais importante no meio disto tudo é que tentes e continues a viver e a olhar o futuro com vontade, quer passe pela educação de infância ou não... Para que não olhes para trás um dia e não penses que 'desististe'...
É triste viver agarrada a ao que 'aprendemoa para fazer'... e não conseguir pensar nem faze outras coisas...

Beijinhos..
Fica bem

Educadora! disse...

Caroline...

não sei se com o teu "Sinto-me triste..." ainda anseias pela resposta ou a mesma já foi negativa...
Eu espero que realmente consigas essa vaga!

Foi para trabalharmos no que tanto amamos que queimamos pestanas durante anos, que fizemos directas para entregar trabalhos a tempo, entre outras coisas e tudo porque APENAS SOMOS FELIZES A FAZER O QUE AMAMOS!

Querida (e trato-te assim porque te conheço e bem - shiuuu, nunca digas quem eu sou lol), o teu lugar ao sol vai acontecer! Também durante bastante tempo trabalhei fora da área e agora que consegui um lugar (mesmo que ainda incerto), vou lutar por ele.

Não te quero triste! NUNCA!

Beijinhos
a Educadora!