Translate

quinta-feira, 22 de maio de 2008

O rato da cidade e o rato do campo






Era uma vez um rato da cidade que foi passar as suas férias no campo. Ali conheceu outro rato e ficaram logo amigos.

- Vem que eu vou te mostrar os campos de trigo e o bosque – disse o rato do campo.

- Oh que lugar tão bonito! – disse o rato da cidade.

Correram durante todo o dia e apanharam frutos do campo e algumas migalhas de pão que os turistas deixavam cair. Quando chegou a hora de se despedirem o rato da cidade fez um convite:

- Espero-te no Domingo em minha casa! Serás meu convidado! (img.1)

Na semana seguinte, o rato do campo viajou para a cidade do seu amigo.

- Estou muito contente de voltar a ver-te! – disse o rato do campo.

- Anda que vou te mostrar as coisas mais saborosas do mundo – e os dois entraram na despensa da casa onde encontraram amêndoas, fiambre e bolos:

- Tanta comida boa! – Dizia maravilhado o rato do campo.

- Come o que mais gostares – ofereceu o rato da cidade. (img.2)

Mas, quando estavam em cima de um grande saco de maças ouviram uns ruídos:

- Corre! Vamo-nos esconder atrás do azeite – gritou o rato da cidade

Desde ai ouviram passos de alguém que estava a varrer a casa. Quando viram que estava silencio outra vez, saíram do seu esconderijo.

- Que grande susto – murmurou o rato do campo.

- Não te preocupes – disse o amigo – há sempre tempo para escapar.

Aquilo não parecia muito agradável para o rato do campo, mas rapidamente se esquece do susto quando descobre uma gaveta cheia de chocolates. (img.3)

Não passou muito tempo, quando se abriu a porta e se ouve uma voz:

- Malditos ratos! Agora mesmo vou buscar o gato e ai veremos quem é que come melhor.

- O gato! – gritou o rato do campo.

- Depressa, esconde-te atrás das batatas! – indicou o rato da cidade.

O gato farejou todos os cantos, a passos largos perto das batatas.

- Acho que o meu dono não sabe o que diz – e desapareceu pela a porta. (img.4)

Então o rato da cidade diz ao seu amigo:

- Ainda não viste o melhor: o pote de mel.

- Obrigado amigo, mas prefiro quatro bolotas do campo do que mel que esta casa cheia de perigos tem.

E assim foi como o rato voltou aterrorizado para sua casa no campo. (img.5)

3 comentários:

bernard n. shull disse...

i did a little research after you told me about your "thing", and if you want a way to make more money using your your blog you can enter this site: link. bye.

susana disse...

Obrigado pela história e pelas imagens aliadas ao conto. Já as abri e imprimi. Agora vou fazer um trabalhinho manual para ficarem mais bonitinhas. Obrigado

nicolle disse...

eu preciso de mais desenhos algem pode me ajudar *-* pf